quinta-feira, 10 de agosto de 2017

A História do Restauro de THE GRIM GAME



As circunstâncias de como uma cópia intacta de THE GRIM GAME, longa-metragem de 1919 considerada perdida durante décadas e um dos mais importantes registos cinematográficos do lendário Harry Houdini, chegou às mãos do restaurador Rick Schmidlin são invocadas, em tom vívido e muito didáctico, neste artigo assinado por Will Stephenson para a The Paris Review.

Do fascínio de Houdini pela Sétima Arte ("I think the film profession is the greatest, and that the moving picture is the most wonderful thing in the world") até ao primeiro encontro de Schmidlin com Larry Weeks, um ilusionista reformado que guardou, na sua casa de Brooklyn, a única cópia de THE GRIM GAME de que se conhece o paradeiro, Will Stephenson esboça um dos textos mais absortos e completos que este espaço pôde ler, nos últimos tempos, sobre preservação e restauro de Cinema.

"Most every project I’ve worked on was exciting in some way. But how often do you find an important, lost, or even just rumored film, in a fifth-floor apartment owned by a ninety-five-year-old juggler? A hundred percent intact? To be able to go up there on a rainy day in Brooklyn and find this film, which most people doubted existed at all? That experience alone was one of the most exciting I’ve ever had.", Rick Schmidlin.

[Fonte e imagem: The Paris Review].

0 comentários:

Enviar um comentário